Dados de aquisição da fala e da escrita e sua contribuição à discussão dos ditongos fonéticos [aj] e [ej] do PB

Marco Antonio Adamoli, Ana Ruth Moresco Miranda

Resumo


O artigo discute questões que emergem tanto de dados ortográficos quanto do conhecimento fonológico de crianças em fase de aprendizagem da linguagem escrita, especificamente quanto aos ditongos fonéticos do Português do Brasil (PB). Dados de fala e escrita, coletados durante dois anos consecutivos com crianças que cursaram os dois primeiros anos do Ensino Fundamental, serão analisados com o objetivo de contribuir para com a discussão sobre a natureza dos ditongos fonéticos [] e []. O foco do estudo recai sobre a discussão desses ditongos quando seguidos das consoantes fricativas palatais // e // e da líquida não lateral // que, graças ao status de segmentos complexos, têm sido consideradas gatilho para o surgimento da semivogal (cf. BISOL, 1989, 1994, 2012). Os resultados obtidos mostram que é possível problematizar a complexidade de tais segmentos nos dados desenvolvimentais e apontam para o efeito reestruturador da aquisição de um sistema de escrita alfabética sobre o conhecimento fonológico infantil.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.