A exterioridade constitutiva na (com)posição mulher em Lady Macbeth personagem da obra “Macbeth”

Maria Inês G. M. Cordeiro, Ercília Ana Cazarin, Eliane Campello

Resumo


Aos 400 anos da morte de Shakespeare ainda é surpreendente a formacomo os textos do dramaturgo permanecem atuais. Assim, nasceu odesejo de acompanharmos a (re)significação da personagem LadyMacbeth, uma das mais polêmicas de sua obra. As análises foramrealizadas a partir de um recorte que toma por base uma releitura deLúcia V. Sander da peça “Macbeth’’, realizada no livro Ofélia explica ouo renascimento segundo Ofélia & Cia. Considerando principalmente ascondições de produção e a heterogeneidade constitutiva do discurso,buscamos compreender a (re)significação da posição-sujeito mulher aolongo dos tempos, avançando até a contemporaneidade. A análise nospermitiu a reflexão sobre a possibilidade que tem cada coautor da1 Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas.2 Professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas.3 Professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas.| A exterioridade constitutiva na (com)posição mulher em Lady Macbeth... |284 Linguagem & Ensino, Pelotas, v.21, n. esp., | FESTSCHRIFT | Hilário Bohn, p. 283-305, 2018personagem de (re)criá-la em consonância com sua filiação, sua leiturade mundo e efetivas condições de produção. Portanto, é o transitar dosujeito, sua movimentação entre diferentes formações discursivas e/ouposições-sujeitos que faz emergir, em seu discurso, outras vozessustentadoras do seu dizer, e essas vozes estabelecem relações entre side afirmação, negação, contradição que vão reverberar no discurso dosujeito, podendo ser apreendidas na e pela materialidade discursiva.Nessa movimentação/deslocamento do sujeito, na exposição àexterioridade que o circunscreve, o sujeito se constitui, significa, produzefeitos de sentido

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Qualis: A1 (Letras)

ISSN (impresso):1415-1928

ISSN (digital): 1983-2400

Indexadores: Modern Language Association of America, Cambridge Scientific Abstracts, Latindex, EBSCO Publishing e Linguistics Abstracts.